Quer usar algum texto ou parte dele? Clique aqui e saiba como fazer!

Sobre os comentários fechados!

Pessoas queridas! Decidi que fechar os comentários deste blog seria a melhor opção por enquanto. A vida tá corrida e o tempo de ler/responder comentários (uma das coisas mais gostosas que o "blogar" nos proporciona) está curto. Portanto, pra não deixar ninguém sem resposta, decidi que vou postando quando posso, mas os comentários permanecem fechados. Agradeço a compreensão! E obrigada pela visita! *_*

Onde estarão as Luluzinhas?

sábado, 8 de agosto de 2009

O Paraguai e nossos desejos de consumo.

Existem três cidades paraguais que tem seu comércio girando em torno da venda de importados: Ciudad del Este, vizinha de Foz do Iguaçu; Salto del Guairá, vizinha de Guaíra; e Pedro Juan Caballero, indo pelo Mato Grosso do Sul (não lembro a cidade).

Acho que nem todas as pessoas que lêem esse blog sabem de onde sou. Moro numa cidade pequena no oeste do Paraná, entre Toledo e Guaíra, o que me deixa a uma hora de distância do Paraguai. Quando digo "Paraguai", quero dizer "Salto del Guairá", uma das três cidades citadas acima.

Eu poderia discorrer sobre inúmeros aspectos de se viajar para e comprar no Paraguai, mas vou focar nos nossos objetos de desejo: maquiagens e produtos de beleza. Nem tudo no Paraguai é falsificado e uma porcaria. É só saber onde comprar e não se deixar levar por preços estupidamente baratos em lojinhas pequenas ou banquinhas de rua.

Também não recomendo que as pessoas saiam de suas casas para vir ao PY (Paraguai) apenas para fazer compras. A 25 de Março em Sampa muitas vezes ganha de longe nos preços paraguaios, ainda mais em época de alta de dólar.

Mas, se você for fazer uma viagem á Foz do Iguaçu ou visitar um parente no oeste do Paraná ou sul do Mato Grosso do Sul, é muito provável que você fará uma visitinha a uma dessas três cidades. Então, deixa eu comentar umas coisas pra vocês:

* Ciudad del Este, vizinha de Foz: evite estar na cidade depois do meio-dia, por tudo que é mais sagrado na sua vida, rs. As filas para sair do PY são enormes, e os riscos de ficar esperando nas filas são enormes também. Os carros com placas de fora sofrem, se puder alugar um carro com placa de Foz, melhor. Ou vá de táxi, cê sabe! Cruzar a ponte não é lá tão perigoso, uma vez que você saiu da confusão que é aquela desgraça de aduana paraguaia. A aduana brasileira é MUITO mais segura. Mas não deixe pra sair do país depois do meio-dia. No máximo dos máximos ás duas e meia, três horas da tarde. Ou se prepare para uma espera interminável, incômodos e ameaças dos meninos que insistem em limpar seu vidro e te cobrar por isso, e pessoas cobrando para furar a fila de carros para você. Também não espere ser bem atentido pelos paraguaios, eles parecem odiar brasileiros. Vá sabendo o que quer e onde vai comprar, muita paciência, vontade de andar e fique esperto(a).

* Salto del Guairá, vizinha de Guaíra: até pouco tempo atrás não tinha muito movimento, mas está crescendo com mais um shopping novo. Ou seja, são dois shoppings, um bem no início da cidade, o outro alguns quilômetros mais a frente, e uma avenida repleta de lojas grandes e pequenas. O trânsito é caótico, mas pelo menos dá pra transitar de carro, o que é praticamente impossível em Ciudad del Este, pelamor! É sempre bom comprar uma meia ou qualquer coisa da pessoa que está vendendo bugigangas perto de onde você estacionou o seu carro, fikadika. Para nossos sonhos de consumo, eu recomendo o Shopping China (onde você pode cheirar os perfumes á vontade) e a Bless, no shopping perto da cidade; e a Queen Anne e a Towers, quase no fim da avenida. Estas últimas três tem demonstradoras, então ás vezes é necessário esperar. Já adianto que Queen Anne tem os preços mais baratos, e por causa disso sempre tem produtos em falta. Nessas lojas você pode comprar produtos de beleza, maquiagens e perfumes importados sem medo de ser feliz, por que são lojas bem conceituadas. Nunca, jamais, em hipótese alguma, compre essas coisas na rua. Vocês sabem disso, né?

* Pedro Juan Caballero: nunca fui, não sei falar.

Tem muito mais informações aqui:
http://www.comprasparaguai.com.br/

* Pelamor de Zeus, não compre remédio no PY, a não ser que você tenha certeza ABSOLUTA de que a farmácia faz parte de uma rede nacional reconhecida no próprio PY. Ainda tem gente burra, me desculpem, indo pro PY comprar Tamiflu sem data de validade, receita médica, registro de fabricação e procedência dos produtos. Muita mancada, né?

* Por que os preços no Paraguai são tão baixos?
Dizer que os preços são baixos porque os produtos são falsificados não seria mentira, mas não é a mais pura verdade. Você encontra produtos originais no PY sim, e o preço baixo se deve ao fato da taxa de impostos de importação sobre determinados produtos serem extremamente baixas ou praticamente inexistentes. O recibo de PAGADO (sim, você leu certo, rs) não vale como nota fiscal do produto, estão compreendendo? Logo, você não tem como voltar lá e reclamar que algo não funcionou - a não ser em lojas como a Queen Anne.

Deixa eu fazer uma demonstração da diferença de preços pra vocês, com o dólar a R$ 2,10 (eu sei que está menor, mas o dólar no PY é sempre mais do que você vê nos jornais).



Diferença grande, né? É por isso que eu não vejo a hora de ir pro PY, mas ao mesmo tempo eu detesto por causa da tensão em que eu fico. Não é que eu tô falando "gente, comprem tudo no PY, lá é tudo melhor, mais barato". Mas é pra vocês saberem da diferença de preços e, assim como é com os perfumes, é com a maquiagem de várias marcas famosas que, em determinadas lojas, são originais. E lá não podemos pagar parcelado, só aceitam cartão internacional que muita gente não tem.

Última consideração: muitas pessoas dizem que fazendo o câmbio de reais para dólares você acaba economizando alguma grana. Você pode ganhar na hora de comprar os dólares, mas acaba perdendo na hora de fazer o câmbio pra reais de novo. Paga barato pra comprar, mas eles pagam menos pra comprar de você. Lógico que não precisa cambiar de novo. Sem contar o fato de algumas lojas preferirem receber em real, pela proximidade com o Brasil. Já ouvi dizer de casos em que as lojas cobraram em dólares a mais porque a pessoa pagou em dólar. Digamos que os paraguaios sejam bem flexíveis na hora de fazer seus preços XD.

Talvez ajude quem está pensando em dar uma chegada no PY uma hora dessas.

Dica: foi pra FOZ? Deixa pra comprar suas maquiagens, produtos de beleza e perfumes na Duty Free da Argentina.Também é em dólar, é mais caro sim, mas ainda é mais barato que o Brasil, ohohoho! Sem contar que o ambiente é, digamos, mais tranquilo por causa do tipo de pessoa que frequenta a Duty Free - prontofalay!

Não é um guia de compras em Nova Iorque, Paris, Londres ou Milão, ou até mesmo Buenos Aires, eu sei. Mas não tenho que ter vergonha de saber como as coisas funcionam no Paraguai, já que é ali que eu e metade do povo do oeste do Paraná compramos algumas das coisas importadas que temos.

E se eu puder ajudar em mais alguma coisa...

EDITADO: a Sheila do Pensamentos y otras cositasdeixou um comentário que pode ajudar ainda mais:

Sheila disse...

Oi Lu, Muito legal seu post. Essa semana falei sobre isso dos preços das coisas no Paraguai - que não existe nada absurdamente mais barato que no Brasil, mas beeem mais barato, sim.Queria só fazer umas observações, se me permite:

As locadoras daqui de Foz não autorizam passar com seus carros pro Paraguai pelas questões óbvias de roubo de carros brasileiros no país vizinho.Sinceramente, eu acho melhor, se não se está sozinho - pelo menos mulher - cruzar de ônibus. E tem que ter MUUUUITO cuidado ao cruzar a ponte à pé, tanto na ida quanto na volta porque muita gente é roubada ali mesmo!

O comércio lá em Ciudad del Este fecha entre 15 e 16h. O problema do tumulto por esse horário é o povo estar vindo embora. Por volta do meio-dia é o horário que eles vêm fazer serviço de banco em Foz.

O mau tratamento acontece até dos brasileiros que lá trabalham, não tem muito como fugir... :SMas, vale a pena, se está por aqui dar uma olhada na cidade vizinha. Vou agora à tarde comprar uma mala y otras cositas.